4º CONGRESSO DE NOVAS GERAÇÕES DA VIDA CONSAGRADA DO BRASIL.  2º CONGRESSO DE NOVAS GERAÇÕES DA VIDA CONSAGRADA DO CONE SUL

4º CONGRESSO DE NOVAS GERAÇÕES DA VIDA CONSAGRADA DO BRASIL. 2º CONGRESSO DE NOVAS GERAÇÕES DA VIDA CONSAGRADA DO CONE SUL

Mar, 25 Feb 20 Formazione

"Fazei tudo o que Ele vos disser"

De 21 a 25 deste mês  nos reunimos 181 Religiosas/os jovens de todo Cone Sul (Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai) em Vargem Grande - SP no Centro Mariopolis, para participar do 4º Congresso das Novas Gerações do Brasil e o 2º Congresso das Novas Gerações do Cone Sul. Sentimos a todas/os vocês muito presentes. Trouxemos suas vozes, suas inquietudes e paixões, suas experiências, encontros e desencontros partilhados nos grupos de vivência. Interpelados por Maria, que nos convida a “fazer tudo o que Ele nos disser”, nos sentimos chamadas/os renovar o vinho de nossos odres, o qual queremos continuar enchendo de vida. Temos certeza de que isso somente se encarna quando Jesus é o centro da festa. Queremos continuar amando e nos apaixonando por nossa opção no seguimento de Jesus Cristo, embebidos do vinho da alegria, na construção do seu Reino de amor.

Nos sentimos convidados/as a sermos colaboradores criativos de sua obra, em diálogo intergeracional com as/os que nos precederam na consagração e com aqueles que responderam às diversas realidades segundo os sinais de seu tempo. Delas/es temos recebido a paixão pela construção do Reino. Compete a nós continuar a revigorar a nossa vida de Consagradas/os, abertas/os às realidades gritantes de nosso tempo.
Como Novas Gerações, desejamos construir novas relações que nos permitam curar nossas chagas, apoiando-nos no amor, no acompanhamento e no apostolado. Sendo sinais de alegria e serenidade para ir ao encontro de outros membros de nossas comunidades e juntos tecer relações ternas, estáveis e harmoniosas, deixando-nos surpreender pelo que o outro é, acolhendo-o com suas misérias e seus talentos, suas esperanças e penas, assim como a Trindade nos convida a termos relações baseadas no amor e na misericórdia, criando vínculos que nos humanizam.

Em meio às tantas cores e sabores, celebramos o dom da nossa convivência, do encontro na riqueza cultural e com a diversidade de carismas em suas diferentes expressões. A exemplo de Maria, que não parou na falta, mas buscou soluções e antecipou a hora, queremos cultivar um olhar atento e solidário diante da nossa realidade pessoal, fraterna e comunitária.  

Não   queremos   ser   odres   velhos   com   vinhos   já   avinagrados, mas queremos ser vinho novo, sopro vivo, que plenifica e faz viver. Desejamos apresentar ao Senhor a água que temos: a nossa vida e, com ousadia e obediência fazer tudo o que ele nos disser, bem como primeirear no caminho com o Povo de Deus, tornando vida as palavras do Papa Francisco: “O vinho novo deve ser derramado em odres novos”.

Expressamos a importância de sermos profetas da esperança, proclamadores do verbo esperançar. Levantar-se, juntar-se com as irmãs e os irmãos para fazer de outro modo. É preciso alimentar a esperança. E nós, Novas Gerações, expressamos sinais de esperança que geram uma cultura do bem-viver, de solidariedade e de paz. Recordamos o primeiro sinal de Jesus em Caná: transformar a água em vinho – gestar esperança onde ela estava vazia. Desejamos ser o vinho novo de Jesus de Nazaré. Esperança transformada em sinais – vinho novo em copos cheios de alegria e ousadia!

Que o compromisso de filhas/as amadas/os de Deus que todas/os temos marcado se torne vinho novo em odres novos em nossas Congregações, “porque a festa não pode acabar e a Ruah não se pode apagar!”. Sabemos que vivemos numa realidade complexa, mas nosso coração está aceso; portanto, queremos continuar apaixonadas/os como Maria e embriagados do vinho da alegria conformar, ainda mais, a nossa vida ao Evangelho, e por Ele doar a nossa vida na promoção de outras tantas vidas que são sufocadas pela injustiça e pela falta de amor.