Dia de Santa Dulce dos Pobres

Dia de Santa Dulce dos Pobres

Gio, 12 Ago 21 Figlie della Chiesa Comunità

Santa Dulce dos Pobres

Sexta feira, dia 13 de agosto de 2021, celebramos com muita alegria a memória da primeira santa brasileira, Santa Dulce dos Pobres.

No dia 26 de maio de 1914 na cidade de Salvador, na Bahia, nascia Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e de Dulce de Souza Brito. Depois que entrou na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de Maria, passou a ser chamada de Irmã Dulce, em homenagem a sua mãe, que faleceu quando ela tinha apenas sete anos de vida.

Irmã Dulce sempre teve um grande amor pelos pobres, indefesos e excluídos; andava pelas ruas de Salvador em busca de doações para os menos favorecidos, aqueles que moravam nas ruas, os que não tinham o que comer, os marginalizados e abandonados.

No ano de 1949 improvisou no galinheiro do convento um abrigo para acolher os doentes que ela mesma resgatava nas ruas de Salvador. Dez anos depois recebeu a doação de um terreno para a construção do Albergue Santo Antônio; anos mais tarde ao lado do albergue foi fundado o Hospital Santo Antônio.

Foi um exemplo de mulher forte, corajosa, orante, que doou a vida por amor e serviço aos pobres e doentes, que soube reconhecer a presença de Deus nos mais pequeninos e indefesos, mesmo pequena de estatura e frágil, foi uma mulher gigante na doação de si por amor a Deus e aos irmãos.

Faleceu no dia 13 de março de 1992, em sua casa no convento Santo Antônio. Sua beatificação foi realizada no dia 22 de maio de 2011. A irmã Dulce “anjo bom da Bahia” como era popularmente conhecida, passou a se chamar “Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo como data oficial de celebração de sua festa litúrgica o dia 13 de agosto.

No dia 13 de outubro de 2019, em cerimônia presidida por Papa Francisco no Vaticano, Irmã Dulce foi proclamada Santa Dulce dos Pobres, tornando-se a primeira santa Brasileira.

Oração a Santa Dulce dos Pobres:

Senhor nosso Deus,

lembrados de vossa filha,

a Santa Dulce dos Pobres,

cujo coração ardia de amor por vós e pelos irmãos,

particularmente os pobres e excluídos,

nós vos pedimos:

dai-nos idêntico amor pelos necessitados;

renovai nossa fé e nossa esperança

e concedei-nos, a exemplo desta vossa filha,

viver como irmãos,

buscando diariamente a santidade,

para sermos autênticos discípulos missionários

de vosso Filho Jesus.

Amém.