Mater Creatoris

  • Milano
  • Delegação da Itália

  • Mãe do Criador

    A Comunidade de "Mater Creatoris", localizada no centro de Milão, ao lado do "Rinascente", começou sua vida, pela vontade da Madre Maria Oliva, em 1 de novembro de 1948. O Pastor da Diocese, o Abençoado Cardeal Ildefonso Schuster, ficou satisfeito em receber as Filhas da Igreja para a adoração eucarística em S. Rafael, já antes "Centro Eucarisico diocesano", apoiado por uma confraria de leigos.

    O Centro mantém a configuração da "Reitoria", dependente da Cúria Arquiepiscopal através do Reitor que realiza o ministério sacerdotal.

    A Comunidade, no início de sua fundação, também se tornou um centro de referência espiritual para as muitas irmãs "difusionistas", implementando assim a orientação apostólica da Madre M. Oliva: "As Filhas da Igreja devem ser contemplativas para serem efetivas e mais plenamente apóstolas" (33 Foglietti, página 64).

    As Irmãs da Comunidade, com a paixão eclesial e litúrgica que caracteriza nossa Família, se dedicaram desde o início à animação do Centro Eucarístico e à recepção dos numerosos "Jesus", ou seja, os pobres, sem qualquer ajuda em pós-guerra imediata, para lhes oferecer uma sopa quente, juntamente com o calor de um sorriso e uma boa palavra.

    A Adoração conta com a presença de muitas categorias diferentes de pessoas: gerentes de bancos, profissionais, funcionários, jovens, donas de casa e continua hoje a ser um ponto de referência. Note-se, em particular, que as Irmãs deram um ímpeto considerável a Octava de Oração para a Unidade dos Cristãos, inserida no contexto diocesano.

    Nos anos subsequentes, da paróquia próxima de São Fedele foi feita a solicitação de colaborações diversas na liturgia, catequeses e ministros da Eucaristia; havia também a inclusão na escola para ensinar religião católica.

    De 1993 a 1997, o Centro Eucarístico foi fechado para obras de restauração e renovação. Foi reaberto em 29 de setembro de 1997 com a celebração eucarística presidida pelo cardeal Carlo Maria Martini. Na sua homilia, ele disse: "Este templo é dedicado à centralidade da Eucaristia como o centro da comunidade e sua missão, também o centro da cidade; lugar onde, ao entrar no mistério de Deus que se tornou pobre e humilde na Eucaristia, aprendemos a conhecer o homem".

    Após a reabertura, há mais de dez anos que a Comunidade se dedicou à animação litúrgica da Celebração Eucarística e da Adoração e da Liturgia das Horas, dando uma forte caracterização nesse sentido.

    Agora, há continuidade desta impressão - de acordo com as forças disponíveis - e, além disso, queremos favorecer a participação ativa dos fiéis, mesmo com subsídios adequados, para ser, todos juntos, uma "comunidade de sacerdotes" que, unida à oração de Jesus, oferece um sacrifício de louvor ao Pai, para a salvação do mundo.

    A proposta da "lectio divina" semanal aos leigos, iniciada após a reabertura do Centro, é um momento de formação para a vida eclesial no caminho do ano litúrgico, entendido como uma jornada de fé e conversão seguindo Jesus.

    Nos períodos fortes da Quaresma e do Advento, a lectio é realizada na Igreja e atrai muitas pessoas que procuram a luz e o apoio da Palavra para viver como testemunhas de Cristo na difícil vida da metrópole.

    Recomenda-se a lectio divina, no nível da Igreja diocesana, "como uma prioridade urgente".

    Toda semana, na quinta-feira, durante a pausa para o almoço, animamos a " meia hora jovem " com a constante e sincera participação não só de jovens, mas também de adultos.

    Todos os dias, novamente durante o almoço, rezamos o Rosário e os participantes são sempre numerosos; vamos ter cuidado a animá-lo com propostas que ajudam a viver o tempo litúrgico e com a intercessão para as diversas necessidades da Igreja.

    Em preparação para o Natal e a Páscoa, propomos, juntamente com os coros de outras paróquias, o Hino Akatistos e a Hora da Madre. Este costume, agora afirmado, é seguido e apreciado como uma oração da Igreja com Maria e como um chamado ao ecumenismo.

    Madre Maria Oliva, no início da fundação, expressou a "missão" da comunidade nestes termos: "Mater Creatoris nos ajuda a criar um modelo de união entre o "Rinascente" [loja de luxo] e os "pobres". Você sabe o quão ruim é! O cristianismo tornou-se tão empobrecido que os pobres são evitados. Você não deve descansar se a pequena mesa do pobre não se organizar bem em suas casas".

    Os tempos mudaram, tantos são os pobres: pobres em pão e pobres em Deus! A fisionomia da cidade mudou, tornando-se um centro de economia e moda: um mundo sempre ocupado... e sempre insatisfeito. Imigrantes de todo o mundo mudaram o tecido social, apresentando a notícia sobre sua cultura e religião. O medo dos "diferentes" é muito generalizado, portanto, se comprometer a si mesmo, como indivíduos e comunidades, a promover "relações de solidariedade e de compartilhamento" é um objetivo pastoral prioritário ao qual nosso Arcebispo continua a solicitar, assim como a "missão evangelizadora" para "renovar o impulso missionário, a partir da proposta capilar da Palavra de Deus".

    Como Filhas da Igreja, na sequência da inspiração carismática, nos sentimos concretamente desafiadas a responder, buscando possibilidades concretas de implementação.

    Mater Creatoris

    Morada

    • Via S. Radegonda, 5
    • 20127
    • Milano
    • Italy

    Contacto

    • Telephone: 028057074
    • E-Mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

      News

      • Lectio divina settimanale

        Lectio divina settimanale

        Una comunità di credenti prepara la Pasqua settimanale, incontro di grazia con Gesù e i fratelli, alla luce...

      Event